Instagram

Fomos Enganados? 7 Mitos Sobre O Instagram

Franco
Escrito por Franco em 8 de dezembro de 2020
Fomos Enganados? 7 Mitos Sobre O Instagram
Mude o seu destino com o marketing digital

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Parece que algumas informações sobre o Instagram que tínhamos como verdade não passavam de mitos ou falhas no aplicativo da rede social de fotos e vídeos curtos. Isso mesmo! No encontro que aconteceu no início de junho entre a equipe do Instagram e alguns jornalistas de tecnologia, na nova sede do Facebook em São Francisco, Califórnia, além de explicar como o feed do instagram funciona à partir do seu algorítimo, algumas histórias foram desmentidas.

1: O Instagram oculta posts no Feed?

De acordo com a turma que trabalha na rede social, o instagram não oculta posts no feed e você verá todos os posts de quem você segue, se continuar rolando o feed para baixo (scroll down).

2: Se eu fizer mais stories e lives meu alcance de posts aumenta?

Acreditava-se que quanto mais estes novos recursos fossem explorados, melhor isso influenciava no alcance das postagens.

De acordo com eles, não! O feed do instagram não favorece a quem usa stories, lives e outros recursos especiais.

No entanto, na prática, quando você faz um novo stories ou uma live, o seu perfil vai para as primeiras posições no feed. Isso dá a chance dos seus seguidores verem você e decidirem visitar seu feed de publicações.

3: Vídeos tem mais destaque que fotos?

Isso já aconteceu, porém, não mais! A classificação do feed não favorece ao formato de foto ou vídeo de forma universal.

Mas os feeds das pessoas são ajustados de acordo com o tipo de conteúdo que elas mais interagem.

Ou seja, se você costuma ver mais vídeos no instagram, consequentemente, aparecerá mais conteúdos em vídeo no seu feed. Se você nunca parar para assistir vídeos, verá menos posts nesse formato.

4: Perfil comercial ou pessoal tem presença e alcance extra?

O Instagram não dá vantagem a quem tem perfil comercial ou pessoal, no que diz respeito a alcance de publicações. Ou seja, alterar para um ou outro não muda em nada o seu alcance.

No perfil comercial, as únicas vantagens são os recursos para negócios e as informações das métricas do perfil. Logo, se você tem perfil de negócio, mas o mantêm como pessoal para não perder o seu alcance, pode mudar sem medo.

5: Se muito postar, castigado serás!

É, o pessoal do ‘insta’ também disse que isso não é verdade.  Ninguém é castigado por postar freneticamente (socorroo), ou por algum comportamento específico, mas, ele pode ‘embaralhar’ estes posts entre publicações de outras pessoas.

Exemplo:

Se no intervalo de 1h eu faço 10 publicações, como o feed não mostra os posts por ordem cronológica, estes 10 posts que eu publiquei podem ser distribuídos de forma intercalada com posts de outros 20 perfis.

6: Falando em feed cronológico, alguma chance de voltar?

Pois bem, já rolou vários boatos de que o Instagram estava considerando voltar com o antigo feed cronológico, mas de acordo com eles, no momento, não há chances disso acontecer.

Eles não querem deixar as coisas mais complexas (os usuários poderiam esquecer qual feed está definido para eles), mas que eles estão ouvindo todas as reclamações de quem não gosta de como o algorítimo funciona.

7: O Shadownban do Instagram não existe!

Mais uma trolagem do mundo que o Instagram só resolve desmentir agora. Mas antes de falar disso, vamos ao que significa esse nome estranho.

SHADOWNBAN é o ato de bloquear usuários de uma rede social sem que ele saiba disso. Ou seja, aquele perfil vira um sombra.

No caso do instagram, acreditava-se que acontecia o bloqueio de publicações pelo shadowban à partir do uso de hashtags que se tornavam “impossíveis de serem vistas” na aba de descoberta.

Com isso, o post daquele perfil não poderia ser visto por pessoas que não o seguiam ou quando se fazia uma busca pelas tags marcadas no post.

E por que os posts com essas hashtags eram bloqueados?� A informação que tínhamos antes era que, isso acontecia pelo fato das pessoas utilizarem muitas hashtags, e de forma repetida. Isso era tomado como SPAM e os posts com tais tags eram punidos.

Pois bem, o Instagram diz que não esconde o conteúdo das pessoas por fazer publicações com muitas hashtags ou por tomar outras ações. Logo, o ato de usar muitas hashtags em posts no instagram não é considerado spam.

Mas então, por quê que alguns posts marcados com determinadas tags não aparecem?

Então, o Instagram confirmou que isso na verdade se trata de um BUG (falha no aplicativo) , que faz ocasionalmente, algumas publicações serem ocultadas na marcação de determinadas hashtags.

Isso não tem nada a ver com o Instagram está punido você por querer aparecer na busca a partir de diferentes tags.

Acalmaram-se os nervos?

Depois dos últimos acontecidos no “FACEBOOKVERSO” (universo do facebook – kk ) é interessante ver os esforços da gigante de tecnologia em querer deixar as coisas mais claras para os usuários do seu catálogo de aplicativos.

Sabendo que não serei punido por ações como o uso de muitas hashtags ou ser a louca dos posts que publica a cada 5 minutos (socorroo), e que isso não impedirá de alcançar o publico que gosta do meu conteúdo, fico à vontade para usar da melhor forma que eu acredito que funciona com o meu público e, claro, naturalmente usar o app com mais frequência.

Não relaxe demais, fique de olho!

O instagram está se tornando cada vez maior, e problemas como os relacionados ao algorítimo do facebook podem surgir. A medida que a concorrência aumenta, o alcance é reduzido.

Quanto mais usurários e empresas participam da rede e postam com mais frequência, o feed fica mais concorrido e estável para cada usuário.

As postagens com interações medianas serão jogadas cada vez mais para baixo na classificação do algorítimo e por consequência, receberá menos visualizações.

O Instagram quer que você pague pelo seu alcance

Isso é inevitável! Além de uma rede social, o instagram é uma empresa e precisa monetizar. Quanto mais usuários, mais eles vão buscar formas de fazer isso.

Reclamamos que estamos sendo forçados a pagar anúncios, mas, principalmente, para quem tem perfil com intenções comerciais, isso é uma consequência natural.

A boa notícia, pelo menos, é que eles não querem que o Instagram vire exatamente um segundo Facebook.

O quanto mais eles puderem fazer as pessoas se envolverem com conteúdo nos stories  (que não tem interferência do algorítimo), e informar aos seus usuários como o feed funciona, talvez, as reclamações diminuam.

Em todo o caso, o Instagram deve continuar sendo o nosso queridinho por bastante tempo ainda. <3

Fontes: Facebook / Tech Crunch

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *